Coluna de Fogo

... e de noite numa coluna de fogo para os iluminar...

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

As gravações terminaram, mais uma etapa concluída.

E-mail Imprimir PDF

Concluímos ontem, 25 de novembro, as gravações do CD. Foi uma bênção de Deus, um dia cansativo mas muito produtivo. Toda aquela correria de estúdio valeu a pena. Agora todo o trabalho fica a cargo do produtor Rodrigo Claro, com a mixagem e masterização. Em conjunto trataremos agora da capa.

 

Um dia cansativo, mas muito produtivo, para a Glória de Deus


Manuela esteve presente acompanhando tudo. Algumas vezes parecia até cantar com a mãe.

 

Manuela acompanhando tudo


Até deu uma palhinha de cantora... Esperamos que siga o caminho...


Manuela no Estúdio


Uma palhinha da Manuela


Ou dormiu ou está sentindo a música...

 

Mais uma etapa concluída!

 

Deixamos aqui o nosso agradecimento a todos que têm nos apoiado neste Ministério. O nosso muito obrigado aos nossos amigos e irmãos que têm lembrado de nós em suas orações e têm acompanhado nossas lutas. Que Deus a todos abençoe.

 

Adicionar comentário

Seu apelido/nome:
seu email:
Assunto:
Comentário:

Curta o Coluna de Fogo e compartilhe nosso conteúdo

Centelha Diária

2 Crônicas 16.12

E, no ano trinta e nove do seu reinado, Asa caiu doente de seus pés, a sua doença era em extremo grave; contudo, na sua enfermidade, não buscou ao Senhor, mas antes os médicos."
O rei Asa levava seu reinado muito bem, até que um dia deixou Deus de lado para confiar nos homens. Primeiro, diante de uma guerra iminente, subornou o rei da Síria para obter ajuda na batalha. Confiou no poder de um rei e seu exército contra outro exército, esquecendo o “Senhor poderoso na guerra” (Sl 24.8). Depois realiza a primeira perseguição a profeta registrada nas Escrituras. Manda prender Hanani que apenas lhe trazia, da parte de Deus uma repreensão pelos seus erros. Confiou no seu próprio conhecimento rejeitando “o Senhor que corrige” (Pv 3.11-12). Em seguida, oprime brutalmente algumas pessoas do povo. Confiou em si mesmo e na sua força para oprimir os mais fracos, desatentando para o Rei dos reis, “Torre forte”, que é abrigo seguro para os justos e oprimidos (Pv 18.10). Por fim, morreu, após grave doença, tendo procurado somente os médicos. Confiou a cura aos doutores, esquecendo do “Senhor que sara” (Êx 15.26).
Precisamos confiar em Deus em tudo: na batalha, ainda que tenhamos ajuda de um exército; na repreensão, ainda que nos julguemos corretos; na liderança, ainda que sejamos grandes líderes; e na doença, ainda que haja bons médicos a nossa volta.

Menu Musical

Quem está online

Nós temos 76 visitantes online

Visitantes

3859212
HojeHoje2876
OntemOntem3752
Nesta SemanaNesta Semana20555
Neste MêsNeste Mês76526
TotalTotal3859212

Livros que estamos lendo