Coluna de Fogo

... e de noite numa coluna de fogo para os iluminar...

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Mãe ontem, hoje, amanhã, depois de amanhã e sempre!

E-mail Imprimir PDF

Mãe, de Rose Nascimento

Hoje é um dia de muita alegria para alguns e infelizmente de tristeza para outros.

Uns estão comemorando com suas mães, outros estão chorando por não tê-las devido às consequências da vida. Mas, independente da situação em que você se encontra, saiba que mãe é mãe pra toda vida! Estando viva ou não, sendo nossa mãe biológica ou não, pois o que na verdade importa é o que aprendemos com ela. Os ensinamentos, as orientações, as atitudes que nos surpreendem. Pois MÃE é aquela que deixa de comer para dar aos filhos, deixa de comprar pra ela mesma para comprar para os filhos, vive para todos da família e muitas das vezes se esquece em prol da alegria dos outros. Mãe é aquela que compreende o significado real e completo do vérsículo de Provérbios 22.6: "Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, até quando envelhecer não se desviará dele". Mãe é a "mulher virtuosa" de Provérbios 31, onde os filhos e o marido a elogiam e para eles ela supera a qualquer outra mãe. Mãe é amor. E que amor!

Por isso, o Coluna de Fogo não poderia deixar de felicitar as mães que deram e ainda dão tudo de si para nos manter no caminho certo. Parabéns mamães! Deus a todas continue abençoando.

Parabéns mãe! Você é única pra mim.

Te amo! Beijos no coração.

 

Adicionar comentário

Seu apelido/nome:
seu email:
Assunto:
Comentário:

Curta o Coluna de Fogo e compartilhe nosso conteúdo

Centelha Diária

Gênesis 7.18

E prevaleceram as águas e cresceram grandemente sobre a terra; e a arca andava sobre as águas.

A arca vagava sobre a destruição… Imagine o mundo sendo destruído e você flutuando sobre a devastação. A fidelidade a Deus é capaz de proporcionar experiências como essa. Enquanto um dilúvio sem precedentes, enviado por Deus, aniquilava a própria criação, os escolhidos bailavam ao sabor das águas, com um senso de segurança jamais imaginado por incrédulos. O mesmo elemento que destruía, sustentava os filhos de Deus. O castigo era para os merecedores, aqueles que criam não deveriam temê-lo. A coluna d'água aumentava a cada instante, por 40 dias, e com ela uma pressão esmagadora sobre a terra. Mas o perfeito formato e vedação da arca, construída sobre orientação do Criador, gerava um empuxo suficiente para que permanecessem na superfície.

Hoje, não é necessário um dilúvio para destruir a terra, o próprio homem está dando conta disso. A diferença é que o homem é incapaz de criar mecanismos de salvação em meio ao caos, tal qual Deus. Mas, ainda assim, em meio às ruínas do homem, Deus tem sustentado os seus, que permanecem emersos, fortes e evidentes, sãos e salvos, prontos para recomeçar quando a crise baixar. Vale a pena confiar

Menu Musical

Quem está online

Nós temos 104 visitantes online

Visitantes

9596761
HojeHoje1009
OntemOntem3437
Nesta SemanaNesta Semana4446
Neste MêsNeste Mês11545
TotalTotal9596761

COMPRE O NOSSO LIVRO