Coluna de Fogo

... e de noite numa coluna de fogo para os iluminar...

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Gênesis 12.1

E-mail Imprimir PDF

Ora, o SENHOR disse a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei.

Deus ordenou que Abrão saísse de onde morava, mas não disse para onde, nem mesmo descreveu a terra. O verbo “sair” está no presente, mas o “mostrar” está no futuro. Abrão deveria sair sem saber para onde iria, Deus mostraria no caminho.

Abrão tinha terras, bens, parentes, amigos, o conforto do lar… Abrão tinha toda uma vida estabelecida. Deixar tudo sem ter uma direção definida, nos dá noção da dimensão do feito de Abrão.

Na vida nos deparamos a situações incompreensíveis, passamos por condições que não conhecemos o final. Deus nos põe a prova iniciando conosco jornadas que só entenderemos no caminho. Deus sabe de todas as coisas, nós é que não sabemos de nada. Deus é soberano, sabe bem o que faz.

Se Deus quer que você saia, não fique; se Deus quer que você fique, não saia. Se Deus quer que você faça, não deixe de fazer; se Deus não quer que você faça, não se arrisque em fazer. Tenha fé e você será uma bênção. Dê o primeiro passo, confiando que Ele conhece o último.

Última atualização em Sáb, 13 de Maio de 2017 19:37  

Adicionar comentário

Seu apelido/nome:
seu email:
Assunto:
Comentário:

Curta o Coluna de Fogo e compartilhe nosso conteúdo

Centelha Diária

Gênesis 8.11

E a pomba voltou a ele à tarde; e eis, arrancada, uma folha de oliveira no seu bico; e conheceu Noé que as águas tinham minguado de sobre a terra.

Devemos ter atenção aos sinais naturais, porque até estes nos foram dados por Deus.
É muito comum “religios
os” espiritualizarem tudo. Enquanto aguardam sinais de Deus, imaginam que algo miraculoso descerá dos céus para lhes mostrarem a resposta que esperam. Mas o Criador, em sua grande sabedoria, nos deixou a natureza como respondedora a muitas questões terrenas. Uma nuvem mais escura nos mostra que vem chuva forte, enquanto a fumaça nos dá certeza de que algo está queimando.

Noé, apesar de toda a intimidade com Deus, não ficou aguardando uma teofania para descobrir se as águas haviam baixado. Preferiu lançar mão dos recursos disponíveis para descobrir. Soltou um corvo e depois uma pomba, pra verificar se voltavam ou não para a arca. Noé fez uma leitura da criação e aproveitou a própria natureza para obter respostas. O contato direto com Deus existe, mas seria um desrespeito a Ele não aprendermos a ler a forma como escreveu o mundo.

Uma simples folha no bico da pomba mostrou a Noé que vegetação estava à mostra sobre as águas e que um novo mundo emergia e aflorava. Um pedacinho de planta era a forma de Deus mostrar aos seus a esperança de um recomeço.

Observe a sua volta e, com sabedoria, aproveite a criação de Deus. Utilize os recursos divinamente criados. É bem provável que muitas respostas simples estejam ao seu alcance e, em meio ao caos, você ainda não se deu conta que tudo o que precisa está nas suas mãos.

Tira a tampa seminarista!

Simplicidade



por André Oliveira

Aluno do Seminário Teológico Betel / Advogado

Crônica do dia:
Por que você não pode ser normal? Feliz, pra cima, alegre? Com a vida mais simples?”

Confesso que me surpreendi com tais perguntas que iniciaram minha tarde. Estava compartilhando minhas dificuldades e fui confrontado com esta fala, eu sei que a pessoa que as fez, certamente fez com o intuito de me mostrar que a vida pode ser mais “simples” e sem maiores preocupações. Será?! Talvez para uma pessoa comum seja assim. Não que eu não seja uma pessoa comum no sentido etimológico da palavra, mas em um sentido espiritual, não posso concordar... eu não sou um “comum”.

Leia mais...

Quem está online

Nós temos 83 visitantes online

Visitantes

4164347
HojeHoje765
OntemOntem3589
Nesta SemanaNesta Semana10843
Neste MêsNeste Mês62364
TotalTotal4164347

Livros que estamos lendo


Frases para pensar

“nada existe no universo inteiro que se possa comparar com as Escrituras ... nada que tanto enriquecerá a mente, nada que tanto beneficiará a alma. Entesourá-las em nossa mente deve ser nossa atividade diária mais deliciosa”

Charles Simeon